Descontração

Este colunista, Nalva Rios, Sérgio Carvalho, Lucia Mendonça e Jorge Pitombo Maltez

FINAL DE SEMANA EM MONTE CRISTO
Final de semana maravilhoso em Monte Cristo ao lado do nosso querido amigo Sérgio Carvalho. Este colunista acompanhado de Nalva Rios foi recebido pelo empresário gastronômico Sergio Carvalho em sua bela casa de veraneio em Monte Cristo, numa recepção gastronômica invejável. Juntou-se a nos, seu irmão Marquinhos Carvalho e sua família, Jorge Pitombo Maltez e sua amada Lucia Mendonça que passam dias em uma bela pousada, para uma tarde animada e de muito blá blá blá.

(Anvisa) avaliou e liberou o uso emergencial das vacinas CoronaVac (Instituto Butantan e Sinovac) e a da Fiocruz (Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca) no Brasil.

BAHIA RECEBERÁ 376 MIL DOSES DA CORONAVAC
A Bahia vai receber 376.600 doses da Coronavac nesta segunda-feira (18). O número de doses não contempla o total de pessoas que fazem parte do grupo prioritário da fase 1, segundo o plano de vacinação do governo do estado.

Nesta fase, estão contemplados trabalhadores da área de saúde, idosos com mais de 75 anos, brasileiros acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência, indígenas e comunidades tradicionais, totalizando 1.791.438 de pessoas. Para atender a todas, serão necessárias 3.582.876 doses.

Segundo o Ministério da Saúde, com essas primeiras doses serão vacinadas, na Bahia, 9.788 pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas; 829 pessoas com deficiência institucionalizadas; 27.201 indígenas; e 142.087 profissionais da saúde, o que corresponde a 34% desse público.

A sede do Grupamento Aéreo da Polícia  Militar será o ponto de guarda das doses de vacinas que chegarão  à Bahia. O local foi escolhido  de maneira estratégica, com o objetivo  de facilitar a distribuição  do material em todo o estado, de maneira mais rápida.

IVERMECTINA É CAPAZ DE MATAR O CORONAVÍRUS
Experimentos realizados em laboratório com culturas de células mostraram que o remédio ivermectina é capaz de eliminar o novo coronavírus em apenas dois dias. É o que indica um novo estudo sobre esse medicamento antiparasitário, realizado por pesquisadores do Laboratório de Referência de Doenças Infecciosas Vitorianas (VIDRL) e da Universidade Monash, ambos em Melbourne (Austrália). No entanto, pesquisas complementares ainda devem demonstrar se o tratamento é seguro e eficaz em humanos.